VARIZES E VASINHOS NAS PERNAS: COMO SE LIVRAR DELES?

03/05/2019

Você sabia que mais de 35% da população brasileira têm varizes e vasinhos nas pernas? O problema, muito conhecido pelo desconforto estético que gera, pode predispor a problemas mais sérios e, portanto, deve ser diagnosticado e tratado logo após o surgimento dos primeiros sintomas.

Mas afinal, o que são varizes? Como diferenciá-las dos conhecidos vasinhos?

1. VARIZES

Varizes são veias superficiais disfuncionais, dilatadas e tortuosas, que caracterizam uma deficiência na circulação venosa do organismo.

São mais frequentes no sexo feminino e têm como principais sintomas o cansaço nas pernas, o inchaço e a dor em forma de queimação. Em geral, esses sinais pioram ao longo do dia, especialmente em pacientes que permanecem de pé ou sentados por longos períodos, e tendem a melhorar após alguns minutos de elevação dos membros inferiores.

A principal causa das varizes é, infelizmente, a hereditariedade. Portanto, se você tem parentes de primeiro grau que sofrem com o problema, fique atento. Além da genética, fatores hormonais, excesso de peso, gestação e sedentarismo podem contribuir para a formação das varizes.

Varizes e vasinhos nas pernas

Embora muito citados em textos na internet, a depilação e o salto alto não exibem, em estudos, nenhuma relação com o desenvolvimento das varizes. A musculação, também acusada como vilã, atua na prevenção das varizes, desde que acompanhada por um profissional especializado e não seja realizada com exagero.

2. VASINHOS

Os vasinhos, tecnicamente conhecidos como telangiectasias, são pequenas veias localizadas na superfície da pele, com coloração avermelhada ou arroxeada.

Geralmente, não apresentam qualquer sintoma além do desconforto estético.

As causas são as mesmas associadas às varizes.

TRATAMENTOS

Diante de qualquer um desses sintomas, a dica é buscar ajuda especializada. Nesse sentido, angiologistas e cirurgiões vasculares são os profissionais de escolha para diagnosticar e tratar essas condições, evitando sua progressão e possíveis complicações.

Diversas opções de tratamentos estão disponíveis para solucionar esses problemas vasculares. Veja:

1. ESCLEROTERAPIA COM ESPUMA

O polidocanol, conhecido como espuma, é uma substância que, quando injetada nos vasos, causa um processo inflamatório em suas paredes, ocasionando seu colabamento. Sem fluxo sanguíneo, o vaso deixa de ser visível a olho nu.

É um procedimento de baixo risco, rápido, e realizado em consultório médico.

Está restrito ao tratamento de vasos de até 4mm. Acima disso, não há estudos que comprovem a segurança e eficácia do procedimento.

2. ESCLEROTEPIA COM GLICOSE

A glicose age de forma semelhante ao polidocanol. Quando injetada no vaso, gera uma reação inflamatória que provoca seu fechamento e consequente interrupção do fluxo sanguíneo.

O maior benefício da glicose é que a substância é muito bem tolerada pelo organismo, estando relacionada a baixíssimos índices de reações inflamatórias e alérgicas.

Sua principal indicação é o tratamento de vasinhos fininhos, de até 2mm.

3. ESCLEROTERAPIA A LASER

O laser age por um mecanismo diferente, emitindo energia luminosa que atinge seletivamente a hemoglobina presente no sangue, o que gera seu aquecimento e coagulação. O resultado final é o mesmo da espuma e da glicose: as paredes do vasos se unem e o fluxo sanguíneo é interrompido.

4. CLACS

Unindo a escleroterapia, o laser e jatos de ar gelado, o CLACS é um tratamento que conta ainda com um equipamento de alta tecnologia – o VeinViewer – que é capaz de exibir o trajeto dos vasos que correm abaixo da pele.

O ar gelado aumenta a segurança e o conforto do paciente, enquanto o Vienviewer torna os tratamentos mais rápidos e assertivos.

Em casos mais graves, tratamentos cirúrgicos podem ser necessários. A escleroterapia, o laser e o CLACS podem – e usualmente são – complementos importantes da cirurgia.

Lembre-se: os tratamentos para varizes e vasinhos nas pernas são muito mais que procedimentos estéticos. Procure um especialista e descubra qual a melhor opção para o seu caso.

Contato

Agende uma avaliação gratuita em uma das nossas 7 clínicas.

* Campos obrigatórios!