QUEDA DE CABELO – QUAIS AS CAUSAS E TRATAMENTOS DISPONÍVEIS?

24/04/2019

A queda de cabelo é, sem dúvida, uma das condições que mais afeta a autoestima de homens e mulheres. A condição, ao contrário do que muitos pensam, não possui uma causa isolada e pode estar relacionadas a diversos fatores, como:

  • Genética
  • Alterações hormonais
  • Deficiências nutricionais;
  • Doenças localizadas no couro cabeludo
  • Doenças sistêmicas
  • Uso de apliques que provoquem tração excessiva nos fios
  • Cuidados diários inadequados
  • Excesso de química

Apesar de sempre gerar preocupação num primeiro momento, a queda de cabelo é, em essência, um fenômeno fisiológico, você sabia?

 

CONHEÇA O CICLO CAPILAR

Os fios estão em constante renovação e passam por um ciclo capilar dividido em 3 fases principais: Anágena, Catágena e Telógena:

  • Fase Anágena ou Fase de crescimento: período de crescimento ativo do cabelo. Dura entre 2 e 6 anos.
  • Fase Catágena: período em que os fios se preparam entrar em queda. É a fase mais curta do ciclo capilar, durando apenas algumas semanas.
  • Fase Telógena: período em que o fio em queda é empurrado por um novo. Dura em torno de 3 meses.

Ok, mas se a queda de cabelos é um processo natural, quando devemos nos preocupar?

SINAIS DE ALERTA PARA A QUEDA DE CABELO

É normal que percamos, em média, entre 50 e 100 fios de cabelo todos os dias, sem que isso represente nenhum problema.

Em contrapartida, se você passa a observar, de uma hora para outra, uma mudança no padrão de queda dos fios, é (super) importante procurar um especialista. Sinais como excesso de fios nos ralos, escovas, roupas e travesseiros são alertas de que algo não vai bem.

Além deles, o afinamento dos fios, a quebra excessiva e a rarefação dos cabelos em partes do couro cabeludo também são indicadores relevantes e devem ser investigados.

Diante desses sinais, a queda de cabelo deve ser avaliada por um especialista em tricologia, que é um médico especializado no diagnóstico e tratamento das doenças que acometem o couro cabeludo e os fios, sendo a queda de cabelo a mais importante e frequente delas.

O diagnóstico correto e precoce é fundamental para a instituição do tratamento adequado.

O DIAGNÓSTICO DA QUEDA DE CABELO

Como existem muitas causas para a queda de cabelo, o primeiro passo é realizar uma anamnese detalhada e alguns exames específicos, que serão solicitados de acordo com o quadro clínico do paciente.

Além deles, a tricoscopia (exame que permite uma visualização ampliada do couro cabeludo e dos fios) – e em alguns casos até a biópsia – é essencial para fechar o diagnóstico.

Embora apresente diversas causas, as mais frequentes são:

EFLÚVIO TELÓGENO

O Eflúvio Telógeno é uma alteração do ciclo capilar que faz com que os fios que estavam na fase de crescimento recebam uma ordem abrupta de queda.

Normalmente transitória, a alteração pode ser causada por fatores como o período pós-parto, o uso de medicações, o pós-operatório de uma cirurgia, grandes perdas de peso, entre outros.

ALOPECIA ANDROGENÉTICA OU CALVÍCIE

A alopecia androgenética (popularmente conhecida como calvície) é uma doença que provoca o afinamento e a queda progressiva dos fios. A condição pode se manifestar em homens e mulheres, mas apresenta apresentações diferentes nos dois sexos. Nos homens, a perda é mais intensa na região do vértex (topo da cabeça), enquanto nas mulheres costuma acometer de forma difusa o couro cabeludo.

ALOPECIAS CICATRICIAIS

De todas as causas de queda de cabelo, a que merece mais destaque por sua irreversibilidade são as alopecias cicatriciais. Entre as mais conhecidas, estão a Alopecia Frontal Fibrosante e o Lúpus Eritematoso, que agem provocando a formação de cicatrizes nos folículos pilosos, o que impede o crescimento de novos fios na região.

Como essas doenças são, em geral, incuráveis, o diagnóstico precoce torna-se ainda mais importante, para que a implementação de medidas de controle seja capaz de estabilizar o quadro.

TRATAMENTOS PARA QUEDA DE CABELO

Felizmente, grande parte dos quadros de queda de cabelo, se diagnosticados precocemente, apresentam boa resposta aos tratamentos clínicos.

Várias técnicas são capazes de estimular o crescimento e ainda fortalecer e tornar os fios mais grossos. Veja as que mais utilizamos (e amamos) aqui na My Beleza:

  • Intradermoterapia Capilar: aplicação injetável de medicamentos e ativos diretamente no couro cabeludo, estimulando o crescimento e fortalecimento dos fios.
  • MMP® (Microinfusão de Medicamentos na Pele): Equipamento especial que promove micropunturas no couro cabeludo, ao mesmo tempo que deposita ativos e medicamentos no couro cabeludo.
  • Endymed Pro: Tecnologia de microagulhamento robótico com agulhas de ouro, utilizada em associação com o chamado drug delivery (técnica em que os ativos e medicamentos são depositados na pele após algum procedimento que crie canais que os ajudem a penetrar profundamente na pele.

Quer saber qual o melhor tratamento para o seu caso? Agende uma consulta com um de nossos especialistas.

Contato

Agende uma avaliação gratuita em uma das nossas 7 clínicas.

* Campos obrigatórios!