MELASMA – CONHEÇA O NOVO TRATAMENTO QUE ESTÁ FAZENDO A CABEÇA (E A PELE!) DAS FAMOSAS

08/10/2018

Quem sofre com o famigerado melasma, sabe o quanto pode ser difícil controlar essas manchas. Caracterizado pela presença de manchas acastanhadas que surgem principalmente na face, o melasma é uma condição crônica e de difícil tratamento, representando um grande desafio para os profissionais da dermatologia e estética.

CAUSAS

A causa do melasma é multifatorial, ou seja, está relacionada a fatores diversos. Entre eles, destacam-se as questões genéticas e hormonais, o uso de contraceptivos orais e outras medicações e, muito frequentemente, a gravidez.

O surgimento das manchas também guarda fortes relações com fatores ambientais, como:

  • Exposição solar: os raios UV estimulam a atividade dos melanócitos (células que produzem melanina, pigmento que dá cor à pele), que distribuem os pigmentos na pele, dando origem às manchas.
  • Exposição a luzes artificiais: luzes artificiais como a do computador e celular produzem exatamente o mesmo efeito, excitando os melanócitos.
  • Exposição ao calor: mesmo sem exposição direta ao sol, somente o calor é o bastante para estimular a produção de melanina.

Além disso, o uso de ácidos e dermocosméticos que irritam a pele, assim como a aplicação de lasers muito invasivos, pode determinar um agravamento do quadro.

PREVENÇÃO

Como é de praxe quando o assunto são os tratamentos estéticos, prevenir é – muito – melhor que remediar.

A melhor forma de se manter livre do melasma é:

  • Usar e abusar do filtro solar: escolha produtos com alto FPS (acima de 30) específicos para o seu tipo de pele. Reaplique a cada 3 horas.
  • Fuja do sol nos horários de pico: quem tem melasma está terminantemente proibido de pegar sol entre 10:00 e 16:00. Mesmo com muita proteção, o calor intenso, especialmente no verão, já é o bastante para manchar a pele.
  • Apostar na proteção física: quando for à praia ou piscina, chapéus e óculos escuros são ótimas escolhas para reforçar a proteção solar.
  • Investir em anti-oxidantes e nutracêuticos fotoprotetores prescritos pelo dermatologista.

Mas… mesmo com todos os cuidados, sabemos que as recidivas são comuns. Sendo assim, vamos aos tratamentos!

TRATAMENTOS

Existem diversos tratamentos para clarear as manchas do melasma. Dentre eles, os mais realizados são o uso de despigmentantes tópicos, os peelings, o ácido tranexâmico injetável, o microagulhamento com e sem drug delivery e a aplicação de luzes e lasers. O objetivo de todas elas é clarear e estabilizar o melasma, prevenindo a repigmentação da mancha.

ENDYMED: O QUERIDINHO DAS FAMOSAS

A mais nova arma contra o melasma é a radiofrequência microagulhada EndyMed. A plataforma desenvolvida em Israel conta com microagulhas de ouro que conduzem a radiofrequência à profundidade da pele com muito mais eficiência. Além de clarear a pele, ainda estimula a produção de colágeno, melhorando a flacidez, as rugas e linhas finas.

O tratamento é rápido, confortável e apresenta resultados muito superiores aos já conhecidos rollers (rolinhos de agulha que viraram moda em clínicas de estética nos últimos anos).

O número de sessões depende de uma avaliação criteriosa.

Contato

Agende uma avaliação gratuita em uma das nossas 7 clínicas.

Selecione o tratamento que está buscando*

Selecione uma unidade*

Como conheceu a My Beleza*

* Campos obrigatórios!