Estrias – é possível se livrar delas?

06/09/2018

Vermelhas ou brancas, em pequena ou grande quantidade, as estrias sempre representam enorme desconforto estético para mulheres e homens que, muitas vezes, passam a esconder partes de seu corpo julgando ter um problema sem solução.

De fato, as estrias são queixas desafiadoras para os profissionais da estética, uma vez que são, em essência, cicatrizes decorrentes do rompimento das fibras de sustentação da pele.

CAUSAS

As oscilações de peso e massa muscular, sobretudo quando ocorrem em curtos períodos de tempo (não dando à pele a oportunidade de se adaptar aos poucos à nova conformação do corpo) são as causas mais conhecidas das estrias. Mas outras causas podem e estão frequentemente envolvidas na etiopatogenia das estrias.

Na gravidez, quanto maior o ganho de peso e o tamanho do bebê, maior a chance de surgirem estrias no abdome e nos flancos. Na adolescência, no conhecido estirão puerperal, também costumam surgir nos quadris e coxas.

Doenças sistêmicas como as síndromes de Cushing, Marfan e Ehlers-Danlos, embora raras, estão relacionadas ao surgimento dessas marcas, assim como o uso de alguns medicamentos, como os corticosteroides orais e tópicos.

O fator genético também desempenha um papel importante. Portanto, se seus familiares diretos apresentam muitas estrias, a chance de você desenvolvê-las é bem maior.

EVOLUÇÃO

Em sua fase inicial, as estrias são vermelhas ou arroxeadas e podem estar associadas a um prurido (coceira) de intensidade variável. Com o tempo, tendem a clarear, tornando-se menos aparentes.

A resposta aos tratamentos é melhor nos estágios iniciais, quando é possível alcançar resultados surpreendentes. Em estrias mais antigas, é possível atenuar muito o aspecto, mas dificilmente deixá-las imperceptíveis.

OS TRATAMENTOS

A primeira coisa que se deve saber sobre os tratamentos para estrias (o que vale para 9 entre 10 tratamentos estéticos) é: não existe milagre. Portanto, nossa dica para quem foi impactado por anúncios de cremes e tratamentos que “acabam com suas estrias” é: desconfie.

Atualmente, os tratamentos mais usados para tratar as estrias são:

  • Ácido retinóico: Essa substância derivada da vitamina A é uma excelente pedida, especialmente para estrias recentes. Sua ação se dá pelo estímulo à renovação celular e à produção de colágeno na pele. O único inconveniente do tratamento é que ele deixa a pele bastante sensível e causa descamação, sendo necessário evitar a exposição solar durante o período de uso. Além disso, não pode ser utilizado por mulheres grávidas.
  • Peelings: Atuam de forma semelhante ao ácido retinóico, mas sua ação é mais intensa, uma vez que utilizam ácidos em concentrações maiores. Os efeitos colaterais são igualmente mais intensos e as restrições são as mesmas.
  • Microagulhamento: As microagulhas causam lesões em um percentual da pele, estimulando os mecanismos de regeneração e estimulando a produção de colágeno e elastina.

O desenvolvimento da alta tecnologia aplicada a estética representou um grande avanço nos resultados dos tratamentos para estrias. Como muitos sabem, na My Beleza, somos apaixonados por tecnologias e pela mudança que elas são capazes de promover no corpo e na autoestima das pessoas. Dito isso, conheça…

A ESCOLHA DA MY BELEZA

Após anos de testes com as mais diversas técnicas e tecnologias, elegemos as que têm nos deixado (e a nossos pacientes) mais satisfeitos com os resultados: o laser de CO2 fracionado e a luz intensa pulsada.

LASER DE CO2 FRACIONADO

O Laser CO2 Fracionado é um procedimento de alta resolutividade indicado para o tratamento de estrias novas e antigas. Seu efeito se dá pela geração de micro lesões e pelo aquecimento intenso que provoca na pele, o que promove uma intensa reestruturação e estímulo à produção de fibras de colágeno.

LUZ INTENSA PULSADA

A luz intensa pulsada é um tratamento extremamente versátil, muito utilizado no tratamento de estrias recentes. O tratamento emite uma luz policromática que gera calor na pele, coagulando vasos sanguíneos e estimulando a produção de colágeno.

QUAL O MELHOR TRATAMENTO?

O plano de tratamento é definido de acordo com o quadro do paciente, seu histórico clínico e as características das estrias. Para saber qual o melhor tratamento para o seu caso, agende uma avaliação gratuita em uma de nossas sete clínicas.

Contato?

Agende uma avaliação gratuita em uma das nossas 7 clínicas.

* Campos obrigatórios!