Laser CO2: a tecnologia que elimina as estrias de uma vez por todas

04/04/2019

Até bem pouco tempo, as estrias brancas e vermelhas eram tidas como um problema estético sem solução.

Causadas, em sua maioria, pelo estiramento excessivo da pele devido ao ganho de peso, hipertrofia muscular ou gestão, as estrias são cicatrizes decorrentes do rompimento das fibras de colágeno e elastina na pele, responsáveis pela elasticidade e tonicidade da pele.

Em casos selecionados, o surgimento dessas lesões pode estar relacionado a fatores genéticos, doenças sistêmicas, alterações hormonais e uso de medicamentos.

ESTRIAS VERMELHAS

Quando aparecem na pele, as estrias se apresentam na cor vermelha ou arroxeada, devido à presença de vasos sanguíneos no local.

Esse é o momento perfeito para iniciar os tratamentos regenerativos, pois a lesão é jovem e possui uma taxa de resposta muito superior a lesões mais antigas.

ESTRIAS BRANCAS

Com o passar do tempo, as estrias tornam-se brancas e, em alguns casos, atróficas (ou seja, com uma leve depressão em relação à superfície da pele).

Nesse caso, os tratamentos também são eficazes, mas podem demandar um maior número de sessões e não atingir 100% de melhora esperados.

COMO SE LIVRAR DAS ESTRIAS DE UMA VEZ POR TODAS

Tradicionalmente, as estrias eram tratadas com ácidos de uso domiciliar e peelings, que provocavam uma descamação da pele e uma melhora parcial das estrias brancas e vermelhas. O principal inconveniente desse tipo de tratamento é a sensibilização da pele, que pode ficar vermelha, irritada e coçando.

Mais recentemente, os lasers fracionados ganharam a atenção de dermatologistas e clínicas de estética, devido aos excelentes resultados no tratamento de estrias novas e antigas, vermelhas e brancas.

Na My Beleza, tivemos a oportunidade de testar diversas tecnologias e, sem dúvidas, o laser de CO2 fracionado foi a que nos rendeu os melhores resultados.

Para quem não conhece, o laser de CO2 Fracionado é um procedimento cujo efeito se dá pelas microlesões e pelo aquecimento que o laser provoca na pele, o que promove uma intensa reestruturação e estímulo à produção de fibras de colágeno.

O protocolo inicial é de 3 sessões, mas já a partir da primeira, é possível observar resultados consideráveis.

O tratamento é rápido e causa níveis variados de desconforto. Alguns pacientes preferem fazê-lo com anestésico tópico, para aumentar o conforto.

Contato

Agende uma avaliação gratuita em uma das nossas 7 clínicas.

* Campos obrigatórios!